quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Todo mundo lembra: no início de 2010 o governo estadual anunciou a interiorização do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência, o SAMU. Cada região teria pelo menos um posto estrategicamente localizado, de forma que qualquer deslocamento para atendimento pudesse ser feito em até 20 minutos.

Quase um ano depois a realidade é bem diferente da prometida: as ambulâncias enviadas pelo governo federal e que seriam destinadas ao interior encontram-se paradas há sete meses, em um galpão na capital. E o destino de quase metade delas vai ser continuar em Natal: 14 serão utilizadas para substituir as atuais ambulâncias do Samu Metropolitano. As 16 restantes, além das 14 ambulâncias que o governo federal prometeu enviar, seguem paradas enquanto não há definição sobre como o serviço será expandido para o restante do território potiguar.

A secretária adjunta de Saúde Pública do RN, Ana Tânia Sampaio, tranquilizou a população, afirmando que o governo do Estado pretende manter a proposta de expansão. “Vamos tentar, o mais rápido possível, discutir essa expansão. Talvez não nos moldes que estavam previstos, talvez tenha de haver um enxugamento. Temos de ver a própria situação financeira do estado. A proposta de expansão continua, mas deve haver ajustes no processo: jurídicos e legais. E técnicos, talvez”, afirmou.

O novo modelo de expansão deverá ser anunciado até o final de janeiro. “Temos a preocupação de primeiro organizar o que já está funcionando. O Samu Metropolitano já existia e estava sem condições de trabalho”, ressalta a secretária.

Com informações do jornal Tribuna do Norte

Comente!

Mais lidos da semana

Siga este blog

Arquivo

Tecnologia do Blogger.

- Copyright © 2013 Rodrigo Medeiros -Metrominimalist- Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan | Distributed by Rocking Templates -