terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Uma triste informação para os católicos do Assú e uma excelente notícia para os do município de Pau dos Ferros: Raimundo Alexandre de Oliveira, nosso querido Padre Netinho, anunciou na noite de ontem (03), durante as festividades de Irmã Lindalva, que foi transferido da Paróquia assuense de São Cristovão e Irmã Lindalva para a Paróquia pau-ferrense de Nossa Senhora da Conceição.

A tarefa não será das mais fáceis. Segundo me informou o jornalista Cezar Alves, pelo Twitter, a Paróquia de Pau dos Ferros é dona de quase todas as terras nas redondezas. De acordo com Cezar, as pessoas que moram em propriedades da igreja pagam uma pequena taxa anual pela concessão. O problema é que haveria um rombo nas finanças, superior à R$ 500 mil.

Histórico

Nascido no município de Portalegre, região serrana do Alto Oeste potiguar – a 155 quilômetros do Assu – o menino Raimundo sonhava desde cedo abraçar a vida religiosa. A forte fé cristã no seio de sua família foi fundamental para que optasse por ordenar-se padre, seguindo uma carreira repleta de êxitos que o encaminharam para o importante momento que viveu em Assú, conduzindo a área pastoral que tem como padroeiros São Cristovão e a assuense Irmã Lindalva, a provável primeira santa nascida no Brasil, durante o processo que a transformou em paróquia.

Padre Netinho, como é conhecido por ter herdado o nome do avô, tem 62 anos de idade, sendo 32 inteiramente dedicados ao sacerdócio. “A história vocacional se manifesta diferencialmente em cada pessoa. Eu rendo graças a Deus todos os dias, porque a minha vocação nasceu em casa. Meus pais sempre foram muito religiosos. Andávamos a pé seis quilômetros para assistir às missas aos domingos. Lembro-me perfeitamente que com oito, nove anos eu já observava a celebração, ainda em latim, e ficava muito atento aos gestos e a postura do padre no altar”, disse-me o pároco em entrevista concedida ao jornal Folha do Vale, no ano de 2009.

Estudando para um dia ser padre, Netinho morou Pouso Alegre (MG), Campinas e Rio Claro, ambas as cidades no interior de São Paulo, e fez sua última faculdade em Curitiba, no Paraná. Formado em Filosofia e Teologia, pronto para, enfim, realizar seu sonho, Netinho solicitou que a cerimônia de sua ordenação fosse em sua cidade natal. “Como todo bom nordestino, que não esquece suas raízes, eu alimentava o desejo de poder partilhar minha ordenação com o meu povo. E ela aconteceu em Portalegre no dia 14 de janeiro de 1978. Foi a primeira ordenação ocorrida na cidade, motivo de muita alegria não só para a minha família, mas também para a população”, lembra.

Certamente será um momento ainda mais emocionante o seu triunfal retorno. Décadas após sua partida, rumo à conquista de seus sonhos, Netinho retorna como um vitorioso à sua região. Não apenas como Padre, mas como Pároco.

Parabéns, Padre Netinho. Sei que minhas palavras são as do povo assuense quando escrevo que sentiremos muito a sua falta. Torcemos por você!

Comente!

Mais lidos da semana

Siga este blog

Arquivo

Tecnologia do Blogger.

- Copyright © 2013 Rodrigo Medeiros -Metrominimalist- Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan | Distributed by Rocking Templates -