sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

A governadora Rosalba Ciarlini recebeu hoje na governadoria representantes do Banco Mundial, entre eles o coordenador do Programa Semiárido Potiguar na instituição, Manoel Contijoch. Na pauta parcerias em projetos que envolvem o desenvolvimento da agricultura familiar através da irrigação e a ampliação na oferta de água aos municípios potiguares. O vice-governador Robinson Faria, que também é titular da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos, também estava presente.

“Primeiro vamos fazer um trabalho técnico com as melhores informações, os melhores modelos, para apresentar a vocês e buscar parceria das universidades, Emater, Embrapa e ver o que pode ser feito para a agricultura avançar”, observou Manoel Contijoch. A governadora Rosalba Ciarlini se mostrou otimista e disse que já está tomando as medidas necessárias para expandir projetos e iniciar outras parcerias. “Há obras que estavam paradas, mas que vão ser retomadas, como a da Barragem de Oiticica”, observou a governadora.

O secretário estadual da Agricultura, da Pecuária e da Pesca, Betinho Rosado, que acompanhou a reunião, pediu auxílio ao Banco Mundial para criar projetos de irrigação para pequenos e grandes produtores. Manoel Contijoch disse que fez recentemente uma visita à Bacia do Rio Piranhas/Assu e ao perímetro de Cruzeta, que estão entre as áreas selecionadas para experimentar e fazer testes em relação a esse trabalho. “O Brasil tem uma agroindústria muito criativa. Se a agregarmos ao pequeno produtor, teremos sucesso”, observou o coordenador.

TRABALHO CONJUNTO

Durante a reunião, foi reforçada a parceria entre a Companhia de Águas e Esgotos do RN – Caern e a Semarh. Para o diretor da Caern, Walter Gasi, é preciso haver uma parceria maior entre a Companhia e a Semarh para que seja possível desenvolver bons projetos.

Com o trabalho voltado para o plano de controle de barragens e o saneamento em pequenas comunidades, Walter Gasi falou sobre a possibilidade de fazer a gestão dos recursos hídricos do Estado por bacia hidrográfica para ter uma maior integração com a Semarh. “Essa integração está começando agora, antes não existia”, disse Walter Gasi. O vice-governador Robinson Faria, se mostrou aberto ao trabalho em conjunto. “Podemos estabelecer novas metas para a expansão dessa parceria. Só precisamos estabelecer o que é prioridade”, observou.

Segundo informações da Caern, existem mais de 745 mil usuários de água cadastrados no Rio Grande do Norte, mas, desses, apenas cerca de 600 mil estão ativos. Esse número reflete diretamente no consumo e desperdício de água no Estado. Para contornar a situação, a Companhia iniciou a elaboração de um projeto para diminuir em 25% o desperdício de água, o que reflete na troca dos hidrômetros – aparelhos que medem o consumo de água nos imóveis. De acordo com Walter Gasi, o Banco Mundial está financiando 20 mil hidrômetros com o objetivo de auxiliar a Caern nessa economia.

Para facilitar o trabalho, o representante do Banco Mundial, Manoel Contijoch, sugeriu a criação de um plano de gestão. Assim, é possível coordenar os projetos conjuntos, incluindo a ampliação no acesso à água com a duplicação da Adutora Monsenhor Expedito, por exemplo.

Comente!

Mais lidos da semana

Siga este blog

Arquivo

Tecnologia do Blogger.

- Copyright © 2013 Rodrigo Medeiros -Metrominimalist- Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan | Distributed by Rocking Templates -