quarta-feira, 18 de maio de 2011

Em meio ao clima de apreensão que volta a tomar conta de Ipanguaçu com as últimas chuvas na região do Vale do Açu, o prefeito Leonardo Oliveira se reuniu no final da manhã de hoje (18), nas dependências da secretaria municipal de Assistência Social, com membros da Defesa Civil e militares do Corpo de Bombeiros com o objetivo de discutir um Plano de Trabalho para conter perdas e danos ocasionados pelas enchentes que atingem o município deste o último dia 25 de abril. Na reunião também foram analisadas ações que podem ser postas em prática ainda hoje, já que o volume de água do Rio Pataxó está aumentando desde ontem, após um breve período de recuo.

Na noite da última terça-feira (17) o açude público de Pataxó, que alimenta o rio de mesmo nome, transbordou com uma lâmina de cerca de 50 cm, quantidade d’ água suficiente para afetar novamente as residências em áreas já alagadas. No início da tarde de hoje o açude apresentava uma “sangria” de 35 cm.

A possibilidade de novas enchentes ocorre justamente quando algumas famílias retornavam às suas casas e a prefeitura tentava retomar a volta às aulas nas escolas do município, cujas salas de aula e demais dependências tem servido de abrigo às famílias. “Nossa intenção é retomar as aulas o mais rapidamente possível. Estamos vendo o que pode ser feito nesse sentido. Estamos preocupados e atentos ao que pode acontecer, para que nossa resposta continue sendo rápida”, disse o prefeito Leonardo Oliveira.

“Continuaremos em estado de alerta junto com o corpo de bombeiro para qualquer eventualidade ou agravamento que possa vir a atingir a cidade. Estamos orientando as famílias para que nos comuniquem caso isso ocorra, e as subcomissões já estão dando apoio nas áreas de riscos” disse Luiz Alberto Rocha, presidente da Defesa Civil de Ipanguaçu.

Desde que as águas do Rio Pataxó começaram a invadir Ipanguaçu, há mais de 20 dias, a prefeitura tem dado assistência (alimentar e médica) às mais de 578 pessoas (163 famílias) que tiveram de deixar as suas casas, passando a viver em abrigos municipais ou em casas de parentes. A mesma assistência tem sido prestada às mais de 2340 pessoas que ficaram isoladas em 13 comunidades rurais.

Na última segunda-feira (16) foram distribuídas 24,3 toneladas de alimentos à essas famílias, enviadas pela Defesa Civil Nacional.

A Situação de Emergência vivida em Ipanguaçu foi decretada pelo prefeito Leonardo Oliveira no último dia 28 de abril e reconhecida pelo Governo Federal na semana passada, dia 13 de maio, através de publicação no Diário Oficial da União.

Comente!

Mais lidos da semana

Siga este blog

Arquivo

Tecnologia do Blogger.

- Copyright © 2013 Rodrigo Medeiros -Metrominimalist- Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan | Distributed by Rocking Templates -