terça-feira, 3 de maio de 2011

Limpeza do Pataxó já apresenta resultados, mas o número de famílias desabrigadas continua aumentando. Prefeitura envia equipes médicas a comunidades isoladas.

Mesmo sob chuvas constantes, a limpeza do Rio Pataxó, no trecho emergencialmente liberado pelo Idema na semana passada, já apresenta resultados. Após mais de uma semana de avanço contínuo sobre o município de Ipanguaçu, motivado pelo transbordamento do açude homônimo, as águas do rio estagnaram entre a noite de ontem (02) e a manhã de hoje, porém, não recuaram. O trabalho é contínuo. Desde a última sexta-feira (28) três máquinas atuam na remoção da densa vegetação presente no leito do rio em uma área de preservação ambiental.

De acordo com o prefeito de Ipanguaçu, Leonardo Oliveira, percebe-se nitidamente a melhoria no fluxo das águas do Rio Pataxó. “Esse resultado já era esperado, pois a água corre normalmente nos pontos em que a prefeitura limpou o rio em 2009. Passamos dois anos tentando obter licença do governo para realizar essa ação. As máquinas só saem daqui quando este trabalho estiver totalmente concluído”, garantiu Leonardo.

Segundo dados da Defesa Civil do município, até o início da tarde de hoje (03) as águas do Pataxó já haviam atingido quatro bairros da cidade (Maria Romana, Ubarana, Manoel Bonifacio e Frei Damião) e isolado 13 comunidades rurais (Santa Quitéria, Barra, São Miguel, Luzeiro, Cuó, Lagoa de Pedra, Itú, Picada, Porto, Salinas, Deus nos Guie, Sacramentinho e Pau de Jucá). Foram transferidas quase 135 famílias para abrigos municipais, onde recebem da prefeitura benefícios que vão desde o fornecimento de cestas básicas à assistência médica.

Além dos atendimentos nos abrigos, médicos e enfermeiras estão realizando visitas às comunidades isoladas, examinando a população e aplicando as vacinas da campanha contra a gripe em crianças, gestantes e idosos. “As equipes de saúde visitarão todas as comunidades isoladas, nas quais só se chega atualmente de canoa. Quatro (Picada, Lagoa de Pedra, Itu e Porto) já foram atendidas. A ordem das visitas é definida de acordo com prioridades estabelecidas por critérios técnicos” disse a secretária municipal de Saúde, Sumaira Fonseca.

Buscando uma solução definitiva para as enchentes que atingem o município há décadas, abalando duramente sua economia e população, o prefeito de Ipanguaçu viaja à Brasília na próxima semana. Na capital federal, Leonardo Oliveira pretende agilizar o trâmite do projeto de macrodrenagem do Rio Pataxó, que já existe e custou aos cofres públicos mais de R$ 400 mil. “Esta é uma obra complexa, estimada em mais de R$ 27 milhões, e que foi projetada para resolver definitivamente esse problema. Precisamos de todo o apoio possível para que ela seja realizada, de modo a trazer paz para a nossa população”, afirmou.

Deputada solicita audiência com Ministro da Integração Nacional

Ontem (02) em Brasília, a deputada federal Fátima Bezerra registrou em Plenário sua solidariedade à população de Ipanguaçu, e afirmou já ter solicitado audiência com o ministro Fernando Coelho, da Integração Nacional, para tratar sobre as obras para a macrodrenagem do Rio Pataxó. “O projeto executivo foi feito com recursos da União, através de Emenda nossa. Esperamos contar com a presença da governadora e da bancada federal do RN nessa audiência. A parceria entre os governos e a prefeitura será decisiva para resolver de vez esse problema”, afirmou a deputada.

Comente!

Mais lidos da semana

Siga este blog

Arquivo

Tecnologia do Blogger.

- Copyright © 2013 Rodrigo Medeiros -Metrominimalist- Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan | Distributed by Rocking Templates -