quarta-feira, 1 de junho de 2011

Você já recebeu notas manchadas com tinta de coloração rósea? Provavelmente, sim. Se nunca percebeu, é melhor passar a prestar bastante atenção a partir de agora: essas cédulas podem não ter mais validade.

De acordo com comunicado do Banco Central (BC), quem tiver em mãos uma nota possivelmente manchada de tinta rósea contra furto deve ir a uma agência bancária e entregar a cédula para envio ao BC. Na autoridade monetária, a cédula vai ser analisada. Se comprovado que o dano foi provocado por dispositivo antifurto, a agência deverá comunicar ao portador que a cédula se encontra à disposição das autoridades competentes para investigação criminal e o portador da nota não terá direito à restituição do valor.

Do contrário, caso seja comprovado que as manchas nada têm a ver com ação criminosa, a nota será trocada por uma nova.

"A recomendação é que a população não receba cédulas suspeitas de estarem danificadas por mecanismo antifurto. Se a pessoa suspeita de que aquela cédula está danificada, e tem a característica provocada por um dispositivo antifurto, que não receba a nota", disse o diretor de Administração do Banco Central, Altamir Lopes.

A determinação do BC e do CMN ocorre após vários bancos decidirem usar medidas como tinta, pó e solvente em caixas eletrônicos como forma de inibir a onda de ataques a agências bancárias registrada principalmente no Nordeste, Sudeste e Sul do país desde o início do ano.

Com informações do jornal Valor Econômico

Comente!

Mais lidos da semana

Siga este blog

Arquivo

Tecnologia do Blogger.

- Copyright © 2013 Rodrigo Medeiros -Metrominimalist- Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan | Distributed by Rocking Templates -