terça-feira, 2 de agosto de 2011

Os treinos do Dibba Fujairah, time árabe do atacante potiguar Paulo Júnior, estão acontecendo em um horário inusitado, pelo menos para os brasileiros. Os trabalhos no mês de agosto iniciam diariamente às 22 horas. Isso por conta do Ramadã, período religioso em que os muçulmanos praticam jejum durante o dia.

Apesar da brusca diferença de horário, Paulo Júnior afirma que seu rendimento físico e técnico da equipe não sofre grandes desgastes, já que os atletas estrangeiros se alimentam normalmente e os jogadores locais já estão habituados com as mudanças. “Eles comem durante a madrugada, para compensar o jejum e acabam se habituando com os treinos tarde da noite. É algo normal”, diz o atleta.

Respeito mútuo é receita para superar choque de culturas

O Ramadã é o nono mês do calendário islâmico. Neste período, os muçulmanos praticam o jejum ritual, o quarto dos cinco pilares do Islão. Os muçulmanos consideram que o Ramadã é um tempo de renovação da fé, da prática mais intensa da caridade, da vivência profunda da fraternidade e dos valores da vida familiar. Esse período é o eleito para essa etapa de renovação espiritual porque o Alcorão aponta que o Ramadã foi o mês em que foi revelado o Alcorão, orientação para a humanidade e evidência de orientação e discernimento.

Para os jogadores não muçulmanos o período do Ramadã – por motivos óbvios – é também um momento de choque cultural: além dos horários especiais de treinos, as cidades árabes ficam praticamente desertas durante o dia e todo o comércio fica de portas fechadas.

O atacante Paulo Júnior, que está no início da sua quinta temporada no futebol dos Emirados Árabes, já se diz adaptado com a cultura local e diz que o sucesso da boa convivência é o respeito mútuo.

“A gente procura respeitar ao máximo. Não ficamos em jejum, mas também não comemos na frente deles. Afinal, é um choque para os árabes ver alguém se alimentando durante o dia. Por isso, só comemos em casa. Acho que essa é a receita para ser bem aceito por eles”, disse o atacante, natural da cidade de Natal, mas que foi criado em Mossoró.

Comente!

Mais lidos da semana

Siga este blog

Arquivo

Tecnologia do Blogger.

- Copyright © 2013 Rodrigo Medeiros -Metrominimalist- Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan | Distributed by Rocking Templates -