terça-feira, 27 de setembro de 2011

De acordo com o jornal folha de São Paulo, a presidente Dilma Russeff baixou ordem entre seus auxiliares diretos para que o governo estenda a mão à Fifa e acabe com o climão que existe hoje entre o governo e a entidade.

A Folha apurou que a presidente se dispõe a marcar um encontro com a cúpula da entidade para conversar sobre as divergências em torno da realização da Copa de 2014 no Brasil.

Nos últimos dias, a Fifa espalhou notícias de que poderia até mesmo cancelar o mundial no país caso não houvesse um consenso em torno de temas sensíveis, como a cobrança de meia entrada nos estádios. O governo considera que a entidade não tem condições de concretizar a ameaça. Ainda assim, quer "melhorar o clima" com os cartolas.

A Lei Geral da Copa é o centro do litígio. A Fifa considera que o projeto de lei, ainda a ser votado por Câmara dos Deputados e Senado, não defende suas receitas com ingressos, patrocínios e televisão do Mundial.

São sete pontos de discórdia. Entre os principais, está o fato de a Lei Geral da Copa não ter derrubado a meia-entrada para idosos. Isso contraria o Acordo para Sediar, que dava liberdade à Fifa para lidar com ingressos.

Dilma tem mantido distância dos dirigentes do futebol e colocou todos na geladeira, especialmente o presidente da CBF, Ricardo Teixeira. Ele mantinha boa relação com o ex-presidente Lula, mas sequer é recebido pela atual presidente. Aliás, este é, para mim, um ponto extremamente positivo para Dilma.

Comente!

Mais lidos da semana

Siga este blog

Arquivo

Tecnologia do Blogger.

- Copyright © 2013 Rodrigo Medeiros -Metrominimalist- Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan | Distributed by Rocking Templates -