quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Meio bilhão de reais. Segundo o presidente da Federação dos Municípios do Rio Grande do Norte (FEMURN), Benes Leocádio, este é – aproximadamente – o débito total dos municípios potiguares com a Previdência. De acordo com Benes, que é prefeito de Lajes, muitas prefeituras estão sendo autuadas porque não conseguem pagar o parcelamento dentro do prazo estipulado pelo governo.

“O levantamento dos débitos da Previdência relativos aos exercícios de 2009 e 2010 tem levado à autuação dos municípios após fechamento do prazo para parcelamento especial de dividas em 240 meses. O parcelamento desses novos débitos, que só podem ser negociados em 60 meses, exige que as prefeituras paguem de uma só vez, 20% do total parcelado anteriormente”, esclarece.

Por conta desta situação, a FEMURN solicitou reunião entre prefeitos, o Ministro da Previdência, Garibaldi Filho, representantes da Receita Federal e do Governo do RN.

“Eles estão assoberbados e terminam com o famoso pires na mão”, disse o Ministro Garibaldi, garantindo que o governo quer debater o assunto, promovendo encontros com todos os prefeitos brasileiros.

Uma das soluções, na opinião do ministro, é o regime previdenciário próprio. “As prefeituras assumem a responsabilidade pela previdência dos municípios e o governo federal se limitaria ao papel de fiscalizador”, explica Garibaldi, assegurando emissão do certificado previdenciário aos que adotarem o novo modelo.

Tendo sido prefeita por três vezes, a governadora Rosalba Ciarlini se solidarizou com os prefeitos do Rio Grande do Norte que estão em busca de alívio para um problema comum que vem sufocando o erário: Eles não estão conseguindo pagar a dívida previdenciária. “Sou municipalista e sei que os prefeitos não querem dar nenhum calote. Eles querem pagar os débitos com a Previdência dentro de condições possíveis”, defendeu.

Elogiando o empenho do ministro, a governadora lembrou que a presidenta Dilma também aposta no crescimento do Brasil, a partir do fortalecimento dos municípios. “A presidenta Dilma tem acenado que se os municípios não estiverem fortes, o Brasil não avançará”.

Participaram do encontro, os prefeitos de Afonso Bezerra, Apodi, Lajes, Arez, Serra Negra do Norte, Coronel João Pessoa, São João do Sabugi, São José do Seridó, Pedro Avelino, Senador Georgino Avelino, Taboleiro Grande, Passagem, Messias Targino, Marcelino Vieira, Campo Grande, Encanto, Olho D'Água do Borges, Riacho da Cruz, Montanhas, Passa e Fica, Venha-Ver e Goianinha. Além deles, alguns dos estados da Paraíba, Sergipe, Maranhão e Mato Grosso.

Ficou acertado que o RN será o segundo estado a sediar os debates sobre a possibilidade de prorrogação do parcelamento das dividas e o regime próprio da Previdência. O encontro deve ocorrer no dia 21 de outubro. O primeiro será em São Paulo.

Comente!

Mais lidos da semana

Siga este blog

Arquivo

Tecnologia do Blogger.

- Copyright © 2013 Rodrigo Medeiros -Metrominimalist- Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan | Distributed by Rocking Templates -