quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Clique na imagem para ampliar
“Tamo roubano do governo não de vcs”. A frase, escrita a giz por bandidos em um quadro negro da Escola Estadual Poeta Renato Caldas, no CAIC de Assú, contém um grave erro que vai muito além das questões gramaticais. Desprovidos de consciência e, ao que tudo indica, alijados de uma educação de qualidade, os marginais estão arruinando um patrimônio público, erguido com dinheiro proveniente de impostos pagos pelo povo brasileiro. No entanto, antes deles, outros participaram da destruição da enorme estrutura: todos os que governaram o Rio Grande do Norte nos últimos 18 anos.

De acordo com a sua direção, nunca houve uma grande reforma no CAIC do Assú. A instituição de ensino, que até maio deste ano abrigava mais de 700 alunos, está parcialmente abandonada há quatro meses, desde sua interdição pelo Corpo de Bombeiros. No local ainda funciona a Secretaria Geral da escola. Alguns poucos vigias ainda trabalham por lá, mas em número insuficiente para vigiar a área. Como resultado, têm sido constantes os atos de depredação e os furtos de grades de ferro, portas, portões, aparelhos eletrônicos e até mesmo de fios do sistema elétrico.

Segundo o professor Francisco Marcone, que leciona história na Escola Estadual Renato Caldas, atualmente funcionando em outro prédio cedido pelo Governo do RN, distante do bairro onde está instalado o CAIC, as ameaças são constantes e fazem com que os funcionários convivam constantemente com o medo.

“A escola está funcionando em outro espaço de forma improvisada, mas o nosso desejo incessante é o retorno à sua real casa. Nosso medo, do modo como as coisas vem sendo conduzidas, com a inércia do governo, é que aconteça algo semelhante ao que aconteceu com o CAIC de Caraúbas, que está totalmente destruído. O PAR (Plano de Ações Articuladas), colocado como solução para a reforma do CAIC, deve demorar muito, pois passa por um processo burocrático de diagnóstico minucioso da realidade educacional feito pelos estados , o qual não se tem notícia de seu início no RN. Enquanto isso, nós do Poeta Renato Caldas, continuamos nossa luta em prol do CAIC de Assú.”, afirma o professor.

As fotos, registradas pelo professor Marcone, não deixam dúvidas de que seu temor é totalmente justificado.

Buraco na parede é tampado com porta quebrada e...

...escorada por um portão.






Grade arrancada, parede destruída

Comente!

Mais lidos da semana

Siga este blog

Arquivo

Tecnologia do Blogger.

- Copyright © 2013 Rodrigo Medeiros -Metrominimalist- Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan | Distributed by Rocking Templates -