sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Conversei com o ex-vereador Toinho do Frutilândia, que contesta na justiça a saída do vereador Didi do PSB para o PMDB.

A intenção de Toinho, enquanto suplente de vereador pela coligação que elegeu Didi, é caracterizar a tal mudança como infidelidade partidária e, desta forma, voltar à Câmara.

“Não foi uma decisão precipitada. Eu pensei bastante, conversei com o advogado. Se eu tenho esse direito, porque não tentar?”, questionou.

Sobre os boatos ventilados na imprensa local dando conta de que Toinho poderá perder o cargo de gerência que ocupa na Central do Cidadão, por sua atitude, ele se diz muito tranquilo.

“Não acredito nisso. Caso a justiça entenda que está caracterizada a infidelidade partidária e eu voltar à Câmara, não muda nada para o prefeito Ivan Júnior, pois sai um vereador da situação e entra outro”, ponderou.

Comente!

Mais lidos da semana

Siga este blog

Arquivo

Tecnologia do Blogger.

- Copyright © 2013 Rodrigo Medeiros -Metrominimalist- Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan | Distributed by Rocking Templates -