quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Um professor foi assaltado na última terça-feira (01) no CAIC do Assú. Interditado desde o primeiro semestre, o complexo abriga ainda a biblioteca da Escola Estadual Poeta Renato Caldas, hoje funcionando na antiga Central do Trabalhador, e diversos outros equipamentos. No entanto, a imensa estrutura é vigiada por apenas alguns poucos seguranças. Cientes disso, marginais tem visitado com frequência o local.

“Enquanto as autoridades responsáveis nada fazem, a marginalidade tenta tomar de conta de vez do prédio”, desabafa o professor Francisco Marcone, que, recentemente, fotografou e denunciou a situação dedegradação provocada por vândalos e ladrões.

De acordo com Marcone, a estrutura construída para abrigar e educar virou cenário para roubos, assaltos, furtos e até mesmo para o uso de drogas ilícitas.

“Recentemente, um dos vigias teve um aparelho eletrônico surrupiado; alunos que voltavam da Central do Trabalhador foram assaltados e, na noite desta terça, quando buscava livros, tive minha moto danificada e uma quantia em dinheiro levada pelos donos do alheio. É a 1ª vez que acontece isso comigo. Dá uma sensação de indignação”, disse Marcone, pedindo, ainda, que o Governo do Estado intervenha, o quanto antes, pela recuperação da área.

Comente!

Mais lidos da semana

Siga este blog

Arquivo

Tecnologia do Blogger.

- Copyright © 2013 Rodrigo Medeiros -Metrominimalist- Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan | Distributed by Rocking Templates -