quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

O líder do PMDB na Câmara, Henrique Eduardo Alves (RN), desafiou nesta quarta-feira (25) a presidente Dilma Rousseff. Pelo menos é isso o que dizem quase todos os jornais de circulação nacional, tais como Folha de São Paulo e O Globo. O motivo? A seguinte declaração, feita pelo deputado via Twitter, referente à possível demissão de Elias Fernandes do DNOCS. “O governo vai brigar com metade da República, com o maior partido do Brasil? Que tem o vice-presidente da República, 80 deputados, 20 senadores? Vai brigar por causa disso? Por que faria isso?".

Segundo o jornal O Globo, em reunião no gabinete da Vice-Presidência, no Planalto, com o ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho, e o vice Michel Temer, Henrique teria dito, de forma exaltada, que só aceita tirar Elias depois de uma posição oficial do TCU sobre o relatório da Controladoria Geral da União que aponta irregularidades que somam R$ 312 milhões na gestão do DNOCS. Ainda segundo o jornal, o Planalto não aceitou a proposta.

A presidente Dilma Rousseff, de acordo com terceiros, quer uma solução imediata para o caso e deu como prazo o dia 02 de fevereiro, quando retorna de sua viagem a Cuba e ao Haiti. O vice-presidente da República, Michel Temer, já teria sido escalado pelo Planalto para conter a crise e conduzir o processo de substituição do comando do órgão.

Comente!

Mais lidos da semana

Siga este blog

Arquivo

Tecnologia do Blogger.

- Copyright © 2013 Rodrigo Medeiros -Metrominimalist- Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan | Distributed by Rocking Templates -