segunda-feira, 5 de março de 2012

O próximo destino da Operação Rios Federais, iniciada em solo potiguar pelo Açude Itans, em Caicó, é a Barragem Armando Ribeiro Gonçalves. O anúncio foi feito pelo IBAMA após graves denúncias do jornalista Cezar Alves, publicadas na edição do último domingo (04) do jornal De Fato (Mossoró/RN). O Idema também se comprometeu a marcar presença na área.

De acordo com Cezar Alves, podem ser flagrados ao longo da extensão da barragem inúmeros currais, balneários, restaurantes, bares e curtumes, além de uma vila e algumas ilhas ocupadas. As construções, irregulares, desrespeitam leis federais e colocam em risco a saúde dos que consomem a água deste que é um dos maiores reservatórios de água do Nordeste.

Com capacidade para armazenar até 2,4 bilhões de metros cúbicos de água, o reservatório abastece mais de 40 cidades, tais como Assú, Itajá, Ipanguaçu e Mossoró, e é responsável direto pela perenização do Rio Piranhas/Açu, proporcionando a irrigação de mais de 30 mil hectares. Do ponto de vista econômico, é responsável direto por 50% do PIB do RN.

Apesar de sua enorme importância econômica e social, a reportagem do jornal De Fato registrou absurdas manifestações de desrespeito à barragem. Em Jucurutu, por exemplo, existem currais, balneários e até um matadouro público do município às margens do reservatório. Em São Rafael, há três curtumes (beneficiando couro animal) e algumas construções. Já em Itajá, a questão é muito grave. Nas margens, existe uma vila com mais de 50 casas com nome de Araras. Há bares, restaurantes e balneários nas margens, além de pelo menos quatro ilhas ocupadas ilegalmente.


Para ler a matéria completa, clique aqui. 

Comente!

Mais lidos da semana

Siga este blog

Arquivo

Tecnologia do Blogger.

- Copyright © 2013 Rodrigo Medeiros -Metrominimalist- Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan | Distributed by Rocking Templates -