terça-feira, 20 de março de 2012

Enquanto a maioria dos assalariados brasileiros conta com o benefício de receber um salário a mais no final do ano, o chamado 13º, os senadores e deputados federais recebem nada menos que três pagamentos extras. O fim do 14º e do 15º será votado nesta terça-feira (20) na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado.

O projeto, de autoria da ex-senadora e atual chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, que prevê a extinção da mordomia, repousava há mais de um ano em alguma gaveta do Senado e de lá só saiu após denúncias do jornal Correio Braziliense, que apontaram o recebimento dos extras pelos senadores sem pagarem um centavo de Imposto de Renda, e do anúncio da Receita Federal de que irá instaurar um processo investigatório.

O caminho é longo. Se o projeto for aprovado hoje, a papelada ainda segue para a Mesa Diretora. De lá, após análise, será encaminhado para votação em plenário. O presidente da Comissão de Assuntos Econômicos do Senado, Delcídio Amaral (PT-MS) aponta que a matéria pode ser votada em, aproximadamente, um mês. Como prevê o fim da benesse nas duas Casas, o assunto precisa ir também ao plenário da Câmara dos Deputados.

Comente!

Mais lidos da semana

Siga este blog

Arquivo

Tecnologia do Blogger.

- Copyright © 2013 Rodrigo Medeiros -Metrominimalist- Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan | Distributed by Rocking Templates -