segunda-feira, 23 de abril de 2012



O Rio Grande do Norte terá a terceira maior mina de ouro do Brasil. Foi lançado no último domingo o Projeto Borborema, que consiste na implantação de uma unidade fabril destinada à produção de ouro na Mina Borborema, em Currais Novos. A governadora Rosalba Ciarlini assinou hoje (23) um protocolo de intenções com a empresa Cascar Mineração, subsidiária da Crusader, responsável pelas operações. O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ricardo Motta, prestigiou a solenidade e reforçou o apoio do Parlamento ao Projeto Borborema.

Para Ricardo Motta, a exploração da mina em Currais Novos irá projetar o Rio Grande do Norte para o mundo. “A Assembleia tem sido parceira do RN, aprovando projetos que beneficiam a população. Nossa palavra aqui, hoje, é de total apoio à implantação desta mina que significará a renovação da exploração mineral no estado. Aos senhores representantes da empresa Crusader, digo que podem contar conosco na aprovação de leis que possam facilitar a vida daqueles que vão se instalar no nosso estado”, declarou.

O diretor geral da Crusader, Rob Smakman, se disse orgulhoso com o projeto e afirmou que pretende enfrentar os desafios realizando um trabalho de alto padrão. “Iremos construir uma enorme mina de ouro no Rio Grande do Norte”, afirmou. Além de Smakman, participaram do evento o diretor administrativo-financeiro Ronis Bragança e o diretor de exploração, Aidan Platel.

O secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Benito Gama, declarou que, com a assinatura do protocolo, será dada continuidade ao projeto de mineração no RN. “Temos uma matriz rica e que precisa ser mais bem explorada. O projeto da mina de ouro significa 8% da produção nacional. O nosso estado fica muito orgulhoso de receber esse projeto, pois o RN entra no mapa mundial da mineração. Agradeço aos investidores pela confiança”, explicou.

A governadora Rosalba Ciarlini destacou a importância de atuar em parceria com a iniciativa privada. “Acreditamos que o Governo deve dar as mãos à iniciativa privada. Esse ouro já ficou muito tempo embaixo da terra. A mineração do estado pode e vai dar muitos frutos. Vai gerar oportunidades de emprego e renda. Vamos fazer o Rio Grande do Norte um estado autossustentável”, prometeu. 

Projeto

O Projeto Borborema vai potencializar o setor mineral no Rio Grande do Norte, que, em uma análise inicial, será responsável por aproximadamente R$ 1,5 bilhão em investimentos nos próximos três anos. Para a Mina Borborema, o investimento é de R$ 400 milhões com estimativa de gerar 320 empregos diretos e 1.500 indiretos. A capacidade anual de produção é de cinco toneladas de ouro, o que representa cerca de 8% da produção nacional.

Além de Currais Novos, outros municípios da região Seridó serão beneficiados com a movimentação econômica gerada pelo empreendimento, principalmente no tocante ao comércio e serviços.

Comente!

Mais lidos da semana

Siga este blog

Arquivo

Tecnologia do Blogger.

- Copyright © 2013 Rodrigo Medeiros -Metrominimalist- Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan | Distributed by Rocking Templates -