quarta-feira, 23 de maio de 2012


- Diário de Natal: Caos, revolta e 600 mil sem transporte
(O governo está sendo obrigado por decisão judicial a abrir mais 7% de leitos de UTI adulto e pediátrica. Só para crianças, déficit estimado é de 300 leitos. O Estado gasta 17,3% do orçamento com saúde, mas só 3,8% são para custeios e investimentos)

- Tribuna do Norte: Wilma oficializa desistência em ato para anunciar apoio
(A ex-governadora Wilma de Faria, presidente estadual do PSB, programou para hoje, a partir das 10h no Clube Assen, um ato político no qual vai oficializar que não será candidata a prefeita de Natal nas eleições deste ano)

- Novo Jornal: Votação na Câmara define rumo da eleição
(Vereadores votam hoje parecer que, se aprovado, vai prejudicar a candidatura de Carlos Eduardo (PDT) à prefeitura e zerar a corrida para suceder Micarla de Sousa)

- De Fato: Viana se credencia para tentar reeleição (Mossoró)
(Com a decisão do TER de decretar a perda de mandato do prefeito de Caraúbas, Ademar Ferreira, o vice Alcivan Viana será empossado e, ao chegar ao poder, se credencia à releição)

- O Globo: Câmara manobra contra punição de contas-sujas
(Numa votação-surpresa, a Câmara aprovou ontem projeto que permite o registro de candidaturas de políticos que tiveram contas eleitorais reprovadas — os chamados contas-sujas. Na prática, é uma manobra para pressionar o Tribunal Superior Eleitoral a rever resolução deste ano que proíbe candidaturas de quem teve contas rejeitadas. Todos os partidos, com exceção do PSOL apoiaram a proposta. Numa articulação inusual, os deputados votaram, na mesma sessão, a urgência e o mérito do projeto, que seguirá agora para o Senado. Os partidos tinham recorrido ao TSE para tentar derrubar o veto aos contas-sujas, que impede 21 mil candidatos de concorrerem este ano. Como o TSE ainda não respondeu, a Câmara se antecipou)

- Folha de São Paulo: Montadoras cortam preço de veículos em até 10%
(Um dia após o governo anunciar a redução de impostos para o setor, as montadoras começaram a baixar os preços dos automóveis. Fiat, Ford, Renault, JAC e Hyundai anunciaram reduções. Os descontos divulgados variam de 4,9% a 10,3%, principalmente para os modelos de carros populares)

- O Estado de São Paulo: Cachoeira se cala e CPI mira Delta
(O contraventor Carlinhos Cachoeira negou-se ontem a responder às perguntas elaboradas pela CPI que se dedica a investigar o escândalo do qual é pivô. O impasse gerado por sua falta de colaboração teve um efeito colateral indesejado pela base aliada: colocou a Delta no alvo da CPI, que deve avançar na quebra de sigilo nacional da empreiteira. Com ar irônico, que beirou o deboche, Cachoeira repetiu que só vai falar após sua audiência judicial, marcada para 31 de maio e 1º de junho. Quarenta perguntas depois, a CPI acatou a sugestão da senadora Kátia Abreu (PSD-TO) para encerrar a sessão. “Estamos aqui perguntando a uma múmia. Não vou ficar dando ouro para bandido”, disse. Ainda assim, houve embate entre governo e oposição: de um lado, os aliados do Planalto e o PT, que tentaram envolver o governador de Goiás, o tucano Marconi Perillo, no esquema de Cachoeira; de outro, os tucanos, que fizeram perguntas que citavam o governador do Distrito Federal, o - petista Agnelo Queiroz, que teve assessores flagrados em negociações com Cachoeira)

- Correio Braziliense: O cinismo da esfinge
(Logo no início da sessão, o bicheiro fez até piada: “Essa é uma boa pergunta para ser respondida depois", debochou, amparado pela Constituição que lhe dá o direito ao silêncio. A senadora Kátia Abreu ficou enfurecida. “Estamos aqui perguntando para uma múmia”, disse. E defendeu o encerramento imediato do depoimento na CPI, que investiga as ligações políticas do esquema criminoso chefiado por Carlinhos Cachoeira. Frustrados, alguns parlamentares temem o enterro precoce da comissão)

- Valor Econômico: Governo avalia mais ações para destravar o crédito
(Enquanto aguarda o desenrolar da crise na zona do euro, com a possível saída da Grécia da união monetária, o governo prepara mais quatro ações para destravar o crédito e estimular a retomada. O ministro da Fazenda, Guido Mantega, revelou ontem que avalia a isenção do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) na portabilidade do crédito habitacional e um mecanismo que ajude a reestruturação da inadimplência bancária. Analisa também a ampliação do crédito e redução de seu custo para motocicletas e a desoneração do PIS/Cofins pagos pelas companhias de saneamento básico)

- Estado de Minas: Ninguém merece tanto deboche
(Foi um escárnio. Obrigado por decisão do Supremo Tribunal Federal a depor na CPI que investiga seu envolvimento com políticos, o bicheiro Carlinhos Cachoeira não só se negou a responder às perguntas como chegou a ironizar os parlamentares. Mesmo assim, deputados e senadores não abriram mão dos holofotes, insistindo nas indagações e em reações de revolta diante do silêncio do contraventor. A presença ostensiva do ex-ministro da Justiça Márcio Thomaz Bastos, advogado de Cachoeira, defendendo seu cliente e justificando sua negativa em colaborar com a comissão, gerou indignação nas redes sociais)

- Jornal do Commercio: Fifa aposta em Pernambuco (Pernambuco)
(Entidade confirma Estado na Copa das Confederações, mas é necessário cumprir prazos para se manter como sede. Estado deve sediar três jogos da Copa das Confederações, nenhum do Brasil. Obras da arena devem ser finalizadas até fevereiro, dez meses antes do prazo, e governo vai bancar os extras.)

- Zero Hora: STF decide divulgar salários de ministros, servidores e inativos (Rio Grande do Sul)
(Decisão unânime da mais alta corte da Justiça brasileira atende à nova Lei de Acesso à Informação. Valores irão para a internet junto ao nome dos beneficiários)

Comente!

Mais lidos da semana

Siga este blog

Arquivo

Tecnologia do Blogger.

- Copyright © 2013 Rodrigo Medeiros -Metrominimalist- Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan | Distributed by Rocking Templates -