quinta-feira, 31 de maio de 2012


- Diário de Natal: Governo deixa de repassar R$ 70 milhões à Saúde
(Em meio ao desabastecimento dos hospitais e à falta de leitos de UTI’s, o dinheiro da saúde não tem chegado a ponta. Cálculos do Fórum da Saúde Pública mostram que R$ 70 milhões já deixaram de ser repassados pelo governo estadual ao setor somente este ano. O Ministério Público solicitou ao Tribunal de Contas do Estado (TCE) que interfira no repasse)

- Tribuna do Norte: Suspeita de cartel leva empresários e vereadores à prisão
(O Ministério Público Estadual, com o apoio do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e da Polícia Federal, desencadeou uma operação contra um suposto cartel de combustíveis em Mossoró)

- Novo Jornal: Carla livre, leve e solta
(Juiz concede liberdade provisória a Carla Ubarana e ao marido George Leal, diante do desinteresse do Ministério Público na manutenção da prisão preventiva dos réus. Casal não pode deixar o país nem mudar de imóvel)

- De Fato: Cartel envolvia vereadores e postos (Mossoró)
(Sete foram presos e transferidos para carceragem da PF em Natal)

- O Globo: CPI dá passo à frente e convoca governadores do PSDB e do PT
(CPI que investiga a relação do bicheiro Carlinhos Cachoeira com políticos e empresários convocou para depor os governadores de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), e do Distrito Federal, Agnelo Queiroz (PT). Perillo terá de explicar a venda de uma casa pela qual teria recebido cheques de pessoas ligadas a Cachoeira, e Agnelo será chamado a falar sobre conversas em que ex-servidores do governo discutem contratos públicos com integrantes da quadrilha. Foi rejeitada a convocação do governador do Rio, Sérgio Cabral (PMDB). A convocação de Agnelo surpreendeu o PT. A CPI quebrou o sigilo bancário, fiscal e telefônico do senador Demóstenes Torres e de mais 18 empresas ligadas ao grupo de Cachoeira)

- Folha de São Paulo: BC corta juros para o nível mais baixo da história
(O Banco Central reduziu ontem a taxa básica de juros da economia de 9% para 8,5% ao ano — o mais baixo percentual desde a criação da Selic, em 1986. Na primeira divulgação detalhada de como votou cada um dos sete membros do Copom (Comitê de Política Monetária do Banco Central), a decisão foi tomada por unanimidade)

- O Estado de São Paulo: CPI decide convocar Perillo e Agnelo, mas poupa Cabral
(CPI do Cachoeira aprovou a convocação dos governadores de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), e do Distrito Federal, Agnelo Queiroz (PT). Com a ajuda dos tucanos, a comissão decidiu não chamar o governador do Rio, Sérgio Cabral (PMDB), para explicar sua relação com o principal acionista da empreiteira Delta, Fernando Cavendish. No caso do petista, a insatisfação da base com o Planalto, por causa da demora na liberação de emendas e no preenchimento de cargos no governo, foi decisiva para sua convocação. O PMDB também está insatisfeito com o governo, mas decidiu acompanhar o PT, que votou contra a ida de Agnelo, em troca do apoio à não convocação de Cabral. Sobre a quebra de sigilo da Delta, o governador disse: “Por que eu temeria?”)

- Correio Braziliense: CPI convoca Agnelo e Perillo para depor
(Numa vingança pela quebra do sigilo da construtora Delta no país, o PMDB manobrou e impôs ontem uma dura derrota ao PT: a convocação do governador do DF, o petista Agnelo Queiroz. “A gente não esperava por essa”, admitiu o senador Humberto Costa (PT-PE). “Houve uma clara aliança entre PSDB e PMDB”, reclamou o líder partido na Câmara, Jilmar Tatto (SP). Agnelo considerou a decisão injusta. “Esse grupo criminoso não conseguiu fazer negócio no Distrito Federal”, disse. “As gravações da Polícia Federal comprovam que esse grupo tentou me derrubar porque eu era um empecilho para a sua atuação.” Além de Agnelo, a CPI do Cachoeira decidiu convocar o tucano Marconi Perillo, de Goiás. Mas poupou o governador do Rio, o peemedebista Sérgio Cabral)

- Valor Econômico: Pacote para usineiros deve desonerar etanol
(O governo trabalha em um novo pacote de medidas para tentar recuperar a competitividade da indústria nacional do etanol. As ações planejadas pela União envolvem a redução de impostos sobre investimentos para ampliar a produção e retirada de tributos que elevam o preço final do álcool nos postos de abastecimento. Ampliar a produção de etanol é decisivo para o setor, que convive com o mergulho dos preços do açúcar e grandes estoques do produto, em um ambiente bastante diverso do existente na safra anterior. No pico da armazenagem de açúcar no país, em setembro e outubro, haverá 12 milhões de toneladas estocadas, volume quase 50% superior aos 8,5 milhões de toneladas em igual período de 2011)

- Estado de Minas: Ainda mais suja
(A dois anos da Copa do Mundo de 2014, quando as prefeituras de BH e Contagem prometem tornar limpa a Lagoa da Pampulha, com a retirada de 95% do esgoto, a poluição do reservatório está aumentando)

- Jornal do Commercio: João da Costa não abre. Rands apoia Humberto (Pernambuco)
(Prefeito ficou reunido com sua equipe até o fim da noite de ontem e grupo decidiu manter a candidatura à reeleição, apesar da pressão do PT. Mais cedo, Maurício Rands anunciou sua desistência e apoio ao senador, como quer a direção do partido)

- Zero Hora: Menor juro da história muda regra da poupança (Rio Grande do Sul)
(Corte da taxa básica para 8,5% dispara gatilho que reduz rendimento de todos os depósitos feitos a partir de 4 de maio)

Comente!

Mais lidos da semana

Siga este blog

Arquivo

Tecnologia do Blogger.

- Copyright © 2013 Rodrigo Medeiros -Metrominimalist- Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan | Distributed by Rocking Templates -