sexta-feira, 18 de maio de 2012


Visando oportunidades de emprego e renda para o Rio Grande do Norte, a Assembleia Legislativa irá intermediar o diálogo entre empresários alemães e espanhóis com o Governo do Estado para a implantação de indústrias no setor de energia e piscicultura.

O presidente da Casa, o deputado Ricardo Motta, recebeu hoje (18) empresários estrangeiros para conhecer os projetos e se comprometeu em levar tais informações à governadora Rosalba Ciarlini para, em seguida, assinarem um protocolo de intenções. “É a segunda vez que esses empresários vêm ao Rio Grande do Norte e isso mostra o interesse em investir no nosso estado”, declarou Ricardo.

Um dos grupos que pretende se instalar no Rio Grande do Norte é o Energy 4, que tem como objetivo construir uma fábrica para produzir Polissilício – elemento químico usado na geração de energia -, a partir da areia. Segundo informações dos empresários, esse elemento aparece em 11 tipos de terrenos arenosos e o Rio Grande do Norte possui 8 tipos de areia capaz de fabricar o silício. Será a primeira indústria dessa natureza na América Latina. A Energy 4 é parceira da Siemens, a maior fabricante de painéis solares no mundo. Esta deverá ser a outra fase do projeto: a implantação de uma fábrica de produção desses painéis.

Além disso, os empresários alemães também desejam implantar no RN duas unidades de produção de energia solar. O investimento inicial deverá ser de US$ 10 milhões para cada unidade. A intenção é testar a viabilidade dessas fábricas, que devem gerar cerca de mil empregos inicialmente. Os representantes da Energy 4 são Johannes Müller e Josef Schleszt.

ENERGIA SOLAR NA AL

Uma novidade trazida pelos empresários é a instalação, de forma experimental, de painéis solares na Assembleia Legislativa. “Seria algo muito interessante para a Casa e, quem sabe, estender esse benefício para hospitais, hotéis, as secretarias do Estado, como forma de economizar energia. A Assembleia fica gratificada em poder promover o desenvolvimento do Rio Grande do Norte”, disse Ricardo Motta.

PISCICULTURA

Além da energia solar, outro investimento que deve ser feito no Estado é no setor de piscicultura. O responsável pelo projeto desta área é o professor da Universidade Politécnica de Madri, Fernando Rodriguez. A intenção é trazer novas tecnologias para a produção de peixe tanto no interior do Estado quanto no litoral. “É uma grande oportunidade para o Rio Grande do Norte, pois possui um grande litoral e está num local estratégico para exportações”, declarou o empresário espanhol.

Comente!

Mais lidos da semana

Siga este blog

Arquivo

Tecnologia do Blogger.

- Copyright © 2013 Rodrigo Medeiros -Metrominimalist- Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan | Distributed by Rocking Templates -