quarta-feira, 23 de maio de 2012


Pelo segundo ano consecutivo, a Escola Municipal Adalberto Nobre de Siqueira, localizada na comunidade rural de Tabuleiro Alto, em Ipanguaçu, recebeu o Prêmio Construindo a Nação. Os alunos foram receber o prêmio pessoalmente nesta terça-feira (22), em cerimônia realizada no Centro de Atividades (CAT) do SESI/RN, em Natal.  O prêmio é uma iniciativa do SESI, em parceria com a Confederação Nacional das Indústrias (CNI), Fundação Volkswagen, Instituto da Cidadania Brasil, Conselho Nacional de Secretários de Educação e o Centro de Educação Anhanguera.

O objetivo do Construindo a Nação é valorizar e destacar como exemplo as ações empreendidas por escolas públicas e privadas em todo o Brasil que estimulem os alunos no diagnóstico e busca de soluções para problemas das comunidades onde as escolas estão situadas. Para o professor de Língua Portuguesa, André Magri, coordenador dos dois projetos ipanguaçuenses premiados, as atividades desenvolvidas na escola municipal transformaram positivamente a realidade e a vivencia escolar não só dos alunos, mas de suas famílias e dos funcionários da instituição de ensino.

A escola premiada é distante mais de 20 km do centro da cidade e já havia conquistado o 1º lugar do prêmio em 2010, na categoria destaque social, com o projeto “Uma visita à elegante essência do medo”. Nesta última edição, a escola conquistou o 1º lugar com o projeto “Identidade e voz do povo nordestino na literatura regionalista”, ficando a frente da Escola Municipal Chico Santeiro, em Natal, que conseguiu o segundo lugar, e da Escola Maria Letícia Damasceno, em Santa dos Matos, terceira colocada.

“Além das premiações, que constituem um reconhecimento relevante para a escola, a mudança na conduta e discurso dos alunos quanto à educação e à leitura é o grande marco dos projetos desenvolvidos, pois hoje temos estudantes engajados e compromissados com sua educação”, afirma André. O educador ainda comenta que “quando o pano de fundo de mudanças e transformações tão belas é a Literatura, então o gosto de vitória na educação pública é ainda maior”.

O professor conta que as ideias dos projetos partiram da necessidade de reverter uma preocupante situação “Era grande o desapego dos alunos de 6º ao 9º anos do ensino fundamental em relação à leitura e à escrita. Daí surgiu a ideia de fomentar e animar os trabalhos pedagógicos junto aos educandos, tendo como base a disciplina de Língua Portuguesa. O objetivo inicial do projeto era mostrar aos estudantes o quão prazerosa e encantadora a leitura é. E mais: como ela estava presente em cada situação do dia a dia de cada um”, explica.

Foi o que descobriu a aluna do 8º ano Manuele Avelino da Silva, 12 anos. “Eu não sei bem o que aconteceu, só sei que de uma hora para a outra consegui ter um novo olhar em relação aos livros que começamos a ler. Hoje me considero uma pessoa apaixonada pela leitura”, diz a menina.

Para o Prefeito Leonardo Oliveira, as conquistas que o ensino da rede pública municipal vem obtendo nos últimos anos é um exemplo para outras instituições. “Estamos incentivando que mais projetos sejam desenvolvidos pelos nossos professores, de todas as disciplinas. É importante que os alunos e a comunidade escolar estejam envolvidos para a contínua melhoria da qualidade do ensino. Esses alunos sabem da importância desse projeto. O que marcou para eles não foi a conquista do premio, mas a mudança que ocorreu na vida de cada um com esse trabalho”, afirmou o prefeito Leonardo.

Comente!

Mais lidos da semana

Siga este blog

Arquivo

Tecnologia do Blogger.

- Copyright © 2013 Rodrigo Medeiros -Metrominimalist- Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan | Distributed by Rocking Templates -